Εμπαθεια na prática

A palavra “empatia” vem do grego. “εμπαθεια” (empatheia),  é formada pelo prefixo “εν” (en) – que é uma preposição, nesse caso é “dentro” – mais o vocábulo πάθoς (páthos) – que significa sofrimento.

Não conheço exatamente a história das pequenas mudanças que o termo sofreu até chegar no significado que se usa hoje – que é a capacidade de se colocar no lugar de outra pessoa – mas sei que nas traduções de grego antigo geralmente aparece como paixão ou afecção. Vou perguntar pro meu professor da cadeira de grego quando destrancar a faculdade.

Mas toda essa lenga-lenga pra dizer que tenho uma teoria (mais uma proveniente de conversas com a bruna): perguntas que não te dão opção de resposta são um sintoma de apatia, ou falta de empatia. Do tipo “tô gorda?”, “minha roupa tá feia?”, “tô bonita?”.

Tem vezes que a pessoa até te dá uma opção, porque realmente quer saber. Mas em geral esse tipo de pergunta quer uma só resposta. E, no caso de receber a errada, pela minha experiência, as pessoas entram numa coisa passivo-agressiva de revidar e de se justificar. Mas sabe? Elas que perguntaram. Por que fazer uma pergunta quando só se quer uma das possíveis respostas?

E uma possível resposta pro motivo de isso acontecer, a meu ver, é o fato de a pessoa não se colocar no lugar do interlocutor. Se ela parasse e se colocasse, veria que não tem uma possível resposta, quando de fato ela tá gorda, a roupa dela tá feia ou ela não tá bonita.

E, só como parêntesis, as perguntas que eu usei de exemplo são só exemplo. Peguei exemplos fúteis porque acho que é mais fácil de desenvolver assim. Mas acho que as circunstâncias nas quais isso mais acontece são quando as pessoas pedem conselhos. Pedir conselhos já é uma coisa complicada. E a maioria das pessoas não tem abertura pra ouvir a resposta.

Anúncios
Esse post foi publicado em devaneios e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Εμπαθεια na prática

  1. bruna disse:

    haha é bem por aí, falta de abertura pra aceitar o tal conselho. acho isso muito engraçado. na hora é um saco de ouvir explicações, grosserias e afins, mas analisar como falta de empatia que é engraçado (ou não é, mas eu uso engraçado pra milhões de coisas)

    e como ligou esse post com o de cima,né? falta de empatia e bullying (eu não cheguei a ler ainda, só vi o título ehuhee) conexão entre o morro e o asfalto ahhaahhaha

    te amo luluca, beijo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s