Devaneios em Ética, Homossexualidade e Depravação

Há tempos venho pensando nisso. Já falei com a bruna a respeito. Ela acha que é teto meu. Mas a ideia surgiu comigo pensando no que é considerado aceitável e a evolução disso através dos tempos. Se pensarmos em homossexualidade, que já foi considerada imoral – e não quero entrar em discussões sobre o quanto é aceitável hoje. Se os círculos intelectualizados ocidentais aceitam, tá legal pro meu ponto – e hoje é bem mais aceita.

O que me interessa é se, o mundo tendo mudado em relação a aceitar homossexualidade, será que algum dia virão a ser aceitas também a zoofilia e a pedofilia?

[Não tô sustentando aqui – DE MODO ALGUM – que eu seja a favor de nenhuma das duas. Mas acho que suspensão de moral é um exercício interessante. Se tu, meu caro leitor, nunca tentou, te peço que tente.]

O jeito que eu vejo o problema é que existem duas opções:

  • Se a moral realmente existe intrinsecamente e não é uma convenção do homem, a pedofilia e zoofilia são intrinsecamente erradas, porque há, no mundo, algo que as torna assim.
  • Se a moral é uma criação e não tem nada fora do sistema de representação que a gente tem, como humanidade, algo que realmente torne ações erradas, a pedofilia e a zoofilia não constituem ações intrinsecamente erradas. E, sendo assim, pode ser que algum dia venham a ser aceitas.

É possível e provável que se eu já tivesse estudado mais ética, saberia formular isso melhor, ou resolver isso melhor. Mas eu ainda não cheguei na cadeira de ética na faculdade, não li o suficiente a respeito por conta própria e atualmente ando um pouco relapsa nos meus estudos em filosofia, já que tranquei a faculdade. Espero não ter falado merda.

Anúncios
Esse post foi publicado em devaneios e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

7 respostas para Devaneios em Ética, Homossexualidade e Depravação

  1. bruna disse:

    eu já te falei o que eu acho a respeito. eu sinceramente acho que… não. tipo, não tem como. homossexualidade não é um troço doentio. agora, comer uma criança de 5 anos, que nem querer tem, ou um animalzinho? heuheue sabe. e eu acho que ultimamente isso tá bem condenável (vide grécia antiga, e vide os casos que aparecem e todo mundo fala too bad) e sei lá, eu realmente acredito que tende a ser mais condenável ainda. e bom, a gente já falou sobre relações de abuso e essas coisas, mas continuo não achando que essas coisas vão vir a ser coisas normais, por assim dizer. 😛 mas sei lá, eu gosto dos teus tetos 🙂 ahahaaha principalmente o outro, aquele… hahaha

    • luiza g. s. disse:

      IUHEAIUHEAUIHE meu outro teto :B
      eu também não acho que seja possível. mas eu gosto de brincar mentalmente com possibilidades. e sei lá, eu quero acreditar que ética não tá na gente e sim no mundo.

  2. Cássio Vinícius disse:

    luiza…
    algumas ideias para o teu teto… espero não ser mto confuso…
    hipótese: se o mundo mudou a respeito da aceitação do homossexualismo, pode vir a mudar com relação a pedofilia e zoofilia.
    pode vir a mudar sim, mas não pelos mesmos motivos. Não estamos em maior risco de aceitar a pedofilia por aceitar o homossexualismo e o motivo é simples, enquanto o primeiro é uma atitude que deve atinge um terceiro para se estabelecer, como por ex. matar ou roubar; se eu não tenho alguém pra matar ou alguém de quem roubar eu não posso fazer nenhum dos dois, assim, se eu não tenho um objeto para a pedofilia ou a zoofilia ela não pode acontecer; já no caso do homossexualismo, não parece que ele afete diretamente ninguém além do próprio agente.

    É por isso consideramos o a escravidão errada, e por isso que temos muito dedos ao falar de aborto, pois esses afetam diretamente um terceiro que não o ser que escolhe o ato.

    com relação a objetividade a subjetividade da moral. tenho só duas coizinhas pra falar.
    1º se a moral é objetiva, existe a possibilidade de a pedofilia e zoofilia não serem erradas. (pelo menos é logicamente possível, mas é muito pouco provável que o certo a se fazer seja abusar de outros que não a nós mesmos. se isso fosse certo, ninguém estaria preocupado com os abusos que prestamos contra o meio ambiente).
    2º se a moral é subjetiva, enquanto vivermos numa sociedade democrática que aceite os valores da dignidade da pessoa humana, a zoofilia e a pedofilia não serão aceitas. (em contrapartida, por esses mesmos motivos homossexualismo deve ser aceito e escravidão não).

    não sabia que tinha um blog…
    bem legal…
    bjaoo
    saudades.

  3. Pedro Moser disse:

    acredito que nao é bem por aí, luiza. acho que mesmo os princípios morais instituídos socialmente tem um fundamento histórico/evolutivo em sua causa última.

  4. ísis disse:

    Legal teu blog, Luzia! Vou dar uma lida a partir de agora.

    Sobre zoofilia, Cássio, não vejo isso como questão de dignidade humana da mesma forma que o assunto pedofilia, pois este parece ser claramente um caso em que a dignidade humana pode ser discutida (por tratar de dois homens). Por esse motivo, acho que pode ser considerado o aceite da zoofilia em algum tempo.
    Uma parte da sociedade antiga já aceitou como “normal” a pedofilia, e isso me parece mais com uma visão subjetiva da moral; portanto, mesmo considerando a moral dessa forma, ainda é possível aceitarmos a zoofilia numa sociedade democrática.

    Agora, voltando ao assunto da dignidade humana, se eu me valer somente do que tu escreveu, dá pra dizer que a sociedade antiga que já aceitoou a pedofilia era uma sociedade sem valores de dignidade humana?

  5. Jane disse:

    Oi Luiza!
    Vc não me conhece mas eu “te conheço” já tem um tempinho… Entrei no seu flog por acaso, na época eu tinha um flog e era amiga da Jana Blue, no flog dela eu vi o seu. Achei super legal seu visual com os cabelos azuis, hehehe.
    Hoje, tanto tempo depois caí no seu blog… o mundo é pequeno, rss, o virtual tb…
    Adorei seu blog… vc escreve bem… Já tive mts devaneios e já pensei sobre isso inclusive… Sobre moral e etica, sobre o que é certo ou não… E como as coisas mudam de acordo com o tempo, a sociedade em questao…
    Como as vezes “aceitamos” algo com verdade, certo ou errado, sem questionar ou analisar que tudo ou quase tudo o que há não passa de construção social…

    Vou adicionar seu blog nos meus favoritos, gostei mesmo daqui.

    BjO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s